Segundo o G1 a Polícia Civil fez na manhã desta quarta-feira (30) uma reconstituição do caso da morte de um segurança da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na Estação do Botujuru, em Campo Limpo Paulista (SP), no dia 5 de agosto. Um dos vendedores ambulantes suspeito de envolvimento no crime se entregou à polícia oito dias depois.


De acordo com o delegado Adalberto Ceolin, policiais civis e guardas municipais tentaram cumprir mandados de prisão temporária e de busca e apreensão expedidos pela Justiça, mas não conseguiram localizar os suspeitos.


Assim que os trabalhos de busca foram encerrados, no entanto, Jonatas Ribeiro Dias se apresentou na delegacia acompanhado dos advogados. A prisão temporária dele já havia sido decretada.

No depoimento à polícia, Jonatas negou participação na agressão aos vigilantes. Além dele, um segundo suspeito também foi identificado e está sendo procurado pela polícia. As identidades dos outros dois envolvidos ainda não foram confirmadas.