Segundo matéria do Portal G1, na última terça-feira (26), duas mulheres foram presas suspeitas de serem responsáveis pela morte de um menino de 3 anos em Nova Marilândia, a 261 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, Davi Gustavo Marques de Souza chegou morto no Pronto Atendimento da cidade.



A polícia foi chamada depois que os médicos encontraram hematomas no corpo de Davi e sinais de maus-tratos.
Para os policiais, as duas demonstravam frieza em relação ao falecimento de Davi.
LMF de 25 anos é a mãe do menino e FPB de 22 é a namorada dela. FPB teria levado o menino até o hospital e saído deixando a criança com os médicos.
Segundo os médicos, Davi tinha diversos ferimentos pelo corpo. Em depoimento, FPB contou aos médicos que o menino sentiu dores, como se fosse um infarto, ficou roxa e se contorceu. Ele chegou sem vida na unidade de saúde.
Após a morte de Davi, Familiares da criança relataram que o menino sofria maus-tratos e era espancado. Em outra ocasião, FPB já teria atropelado o menino, que teve a perna e costelas quebradas.




Agredidas na prisão

Na última sexta-feira (29), detentas agrediram as duas suspeitas. As duas estão em ala destinada a reeducandas de crimes semelhantes. Na ocasião duas outras detentas estavam alteradas e partiram para a agressão contras as suspeitas de assassinar a criança. A equipe de agentes penitenciárias de plantão conseguiram separar a briga.

As mulheres ficaram com hematomas no rosto e foram levadas para o registro de boletim de ocorrência, atendimento médico e realização de corpo delito. As agressoras foram separadas da ala.